Amistoso tem gols de Zico, vaias a Renato e erro de Adriano

Mais de 40 mil torcedores compareceram ao Maracanã para o evento beneficente e puderam assistir a vários craques do passado e do presente

Craques do passado e do presente deram aos mais de 40 mil torcedores uma prova de seus talentos nesta quinta-feira, no Maracanã, na 15ª edição do Jogo Das Estrelas. O evento beneficente reuniu nomes como Vinícius Júnior, de 18 anos, a Jayme de Almeida, de 65 anos passando por ícones como Seedorf, Kaká, Petkovic e Adriano Imperador. O resultado – o fato menos importante da noite – foi a vitória dos Estrelas Vermelhas por 7 a 5 sobre os Estrelas Brancas. Zico, idealizador do evento, presentou os fãs com dois golaços.
A festa no Maracanã começou bem antes dos craques entrarem em campo. Às 18h, o Jogo dos Artistas já entreteve aqueles torcedores que estavam no Maracanã antes do sol se pôr. Ainda antes da principal atração do evento beneficente, um show de cerca de 30 minutos da cantora australiana Iggy Azalea levantou a arquibancada. Depois, a bola rolou para as estrelas.

De Zico para Vinícius Júnior: Galinho decide!

Um dos momentos mais celebrados foi a assistência de Zico para Vinícius Júnior, que marcou na saída de Carlos Germano, ídolo do Vasco. O lance combinou duas gerações diferentes do Rubro-Negro. Atual jogador do Real Madrid, da Espanha, o atacante levantou a torcida com embaixadinhas e outros lances de efeito. E mais: foi para a galera na comemoração de seu gol.

Além de Vini Jr, marcaram para os Estrelas Vermelhas: Cribari (Contra), Lucas Paquetá (duas vezes), Filipe Coimbra (neto de Zico) e Zico, duas vezes. Os gols do dono da festa foram de pura categoria e decisivos, já que foram os quarto e quinto dos Estrelas Vermelhas, que abriu vantagem naquele momento. A tranquilidade e a categoria para encobrir Marcelo Lomba, nos dois lances, não é para todos.

Para os Estrelas Brancas, descontaram Gabigol, com assistência de Renato Portaluppi, Seedorf, Alex Dias, Alcindo e Mozer (Contra). O craque holandês, com passagem pelo Botafogo, atuou os 90 minutos com a categoria já conhecida.

Vaias a Renato e Gabigol…

Desejado por muitos rubro-negros há algumas semanas, Renato Portaluppi ouviu vaias desde o momento em que seu nome foi citado na escalação do Estrelas Brancas. A Nação parece não ter perdoado a resposta negativa do treinador ao Flamengo, preferindo seguir no Grêmio em 2019.

Das arquibancadas, compostas em sua maioria por torcedores do Flamengo, também vieram vaias direcionadas ao atacante Gabigol, que pode reforçar o time em 2019. O ex-santista, inclusive, foi quem mais deu trabalho aos defensores do Estrelas Vermelhas. Quando marcou um gol e reverenciou a torcida, o camisa 9 transformou partes das vaias em aplausos e gritos de “Ão, ão, ão! Gabigol é do Mengão!”.

Que isso, Imperador!

Um dos nomes mais festejados no Maracanã foi o de Adriano Imperador. No entanto, a Nação continuará apegada às boas lembranças do Imperador de 2009, ano em que o camisa 9 comandou o ataque do time que viria a ser hexacampeão brasileiro. O centroavante teve atuação discreta e passou em branco, tendo perdido duas chances claras.

 

 

Fonte: TERRA